Mitos e ídolos a Idolatria Religiosa

imageQuando se lê as escrituras é comum o entendimento ser subjetivado por fatores externos religiosos. Um pastor, com uma falsa ideia interpretativa de um texto, pode levar ao erro aqueles que o segue.

Isto poderíamos dizer que é até comum dentro de qualquer religião do sistema, mas espiritualmente falando, isto pode levar a erros enormes e até mesmo irreparáveis.

Preguiça de ler? Então ouça!

Somos ensinados que não devemos adorar ídolos e logo ligamos esta informação a estátuas, desenhos, santos e etc.

No antigo testamento, a Tanach hebraica, esta era uma lei observada ao pé da letra. Porém devemos entender que tudo era sombra e hoje as práticas antigas não merecem atenção, mas devemos aprender sobre elas.

imageSombras significam que o que era praticado de forma externa deve ser observada de forma interna e em espírito.

Quando alguém reza para um determinado santo, mesmo que ela esteja próxima o mesmo olhando para uma estátua, isto não importa desde que ela esteja olhando para dentro de si.

Não é importante porque ela não está rezando ou orando para a estátua, é apenas uma forma de se sentir mais próximo ao santo que ela confia.

Quero dizer internamente!

As práticas que eram proibidas, que muitos não explicam e a maioria deixa de lado dizendo apenas que “é porque Deus mandou”, em realidade elas possuem sim um sentido e tem um porquê.

Em seu período os povos não estavam aptos a compreender e o povo de Israel, segundo as escrituras, seria o povo que daria o exemplo para as outras nações do mundo.

Então nada mais que natural terem uma lei que expressasse tudo aquilo que o Pai desejasse que seus filhos observassem.

imageDepois da vinda do Messias Jesus, que tudo se tornou interno, o Amor veio em primeira instância e a adoração em espírito, acaba-se com estes preceitos da lei porque a observância passa a ser espiritual e através do Amor, que é o próprio Pai habitando em nós, o templo.

Aquela senhorinha, que com fervor ora segurando uma estatuazinha não faz diferente daquele que ora segurando a sua bíblia nas mãos. Os dois se tornam objetos de adoração.

Isto, se ela colocar aquela estatuazinha acima de tudo e se você colocar a bíblia acima de tudo.

E assim o sistema ensina. Nos ensina a idolatrar a bíblia, assim como a santos e objetos sagrados.

A bíblia, sendo bem direto, é um conjunto de livros que transmite de forma didática os ensinamentos do Pai. É onde encontramos escrito sobre o Verbo e os seus ensinamentos.

Não se segue a bíblia, mas aos ensinamentos nela contido.

Lê-se para entender este ensinamento, põe em prática o que o entendimento lhe proporciona.

Não exige das demais pessoas aquilo que ela não pode oferecer. Ensina o que aprendeu, escuta o que lhe podem ensinar. Compreenda por você mesmo e não deixe os messias de hoje te enganarem.

Compreender primeiro que toda a Lei e todos os profetas devem existir em nós, aqui dentro, em nosso templo, na forma de Amor. Porque expressar o Amor é praticar ele como obra de nossa vida. Amar ao próximo como a ti mesmo é a Lei cumprida e os profetas.

Não e carregar a bíblia e repetir o que os messias de hoje falam para apenas levar mais pessoas para suas sinagogas, só por razões de dinheiro e poder.

Estes são líderes religiosos são verdadeiros ídolos de pedra, neles não há vida verdadeira, pois não há amor ao próximo. Se houvesse, fariam tudo de forma bem diferente.

Se entendessem o Amor, o praticariam, se o praticassem estariam vivos.

O pai não é para os mortos, mas para os vivos!

Vivo é ter conhecimento através da vivência da fé por meio da obra, pois a fé sem obra é morta.

Fé sem Obra se transforma em fanatismo ou em mitomania. O fanático adora o mitômano.

imageUm exemplo disto, aquele pastorzinho fuleco, bem rico, um dos mais ricos, que se intitula um “Ungido do Senhor”, mas não passa de um Mala “Faiado” – trocadilho he he – este mesmo pastor é um mitômano!

Ele acredita nesta mentira de ser um ungido, e de tal maneira que se torna um ídolo, um mito.

O fanático que acredita nele, tem fé nele (e é apenas uma fé vã), adora um ídolo de barro!

Sim, de barro! Pois um dia cairá e se quebrará todo. Deixará seus fanáticos perdidos, adorando nada mais que uma casca, perfeita e bela por fora, pomposo e cercado de ouro, mas vazio e cheio de trevas por dentro. Porque trevas, porque não tem Amor.

Jesus chamava as pessoas como ele de “Sepulcro Caiado”, belo e adornado por fora, mas cheio de podridão, fedor e trevas por dentro.

Uma fé sem obra leva verdadeiramente a isto, ou ao fanatismo ou a mitomania.

Muitas pessoas creem fielmente nestes pastores e líderes religiosos, que os veneram mais que a Jesus. Não dizem nem assumem, mas nas vidas delas ele é mais importante que o Pai, pois é o Pai encarnado como o Filho!

Loucura de ambos os lados.

A fé é importante, mas sem obras não é nada. Obra não é ir na casas das pessoas pregar e chamar para a igreja, isto é propaganda de negócios das igrejas de pedras fendidas. Obra é ser e agir pelo próximo, fazer o se pode fazer sem esperar nada em troca.

É viver com Amor no coração, e fazer pelo próximo aquilo que desejaria que fosse feito a você se estivesse no lugar dele, pois pode um dia a vir estar.

Não é ser mais do que você é, não é santidade nem perfeição, é somente o Amor porque o Pai é Amor.

Amor é a única coisa verdadeira e perfeita que podemos ter, ser e praticar.

Este amor transmitido a quem quer que seja, independente de religião, de poder financeiro, escolaridade, raça, ideologia, independente de gênero sexual ou de sexualidade. Não importa, nosso Amor deve ser dado a todos. A fé está justamente em saber que o Pai se compraz com isto, que a Sua promessa será cumprida e que não estamos fazendo nada disto em troca de favores.

A fé modifica o mundo a nosso redor e a nós mesmos, mas não por ela apenas, mas porque ela age segundo nossas obras. Sem obra não ha fé, existe apenas palavras vazias e nada mais.

1 comentário

    • EDSON G. GARCIA em junho 21, 2016 às 1:06 pm
    • Responder

    ABSURDO QUERER COMPARAR A BÍBLIA SAGRADA COM UM PEDAÇO DE PAU COMUM E SEM VALOR ESPIRITUAL , NÃO PELO MATERIAL DELA, MAS PELA MENSAGEM DELA, E NÃO ADIANTA TER UMA BÍBLIA SEM ESTUDA-LA A FUNDO , PARA NÃO FALAR TOLICES COMO ESTAS , QUE O SR. SEJA MISERICORDIOSO COM QUEM IDOLATRA, E LHES PROPORCIONE UMA NOVA CHANCE ! AMÉM !

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.