O Pecado contra o Espírito e os mete-medos

z-002A palavra “Espírito” nas escrituras , vem da tradução da palavra Ruach. Porém seu significado é maior que apenas isso, Ruach significa “Sopro”.

O Sopro é um elemento fundamental na escritura, pois vemos que foi através do sopro que o Pai Criador deu a vida.

Mas vamos mais afundo, e tentaremos pegar o significado do Hebraico que é mais preciso.

Tentaremos porque uma palavra no hebraico é mais que uma palavra, mas todo um ensinamento.

Preguiça de ler? Então ouça!

O Sopro não é apenas uma referência a vida, já que a vida é criada antes do ser humano, mas ao ser humano foi o único da criação a receber o Sopro de Vida.

Isso se deve ao fato que ao ser humano foi dado ter o conhecimento de sua vida e o ENTENDIMENTO sobre todas as outras coisas. O Sopro então representa o ENTENDIMENTO das coisas do Pai.

Sopro Divino ou Espírito Divino.

Não podemos porém esquecer que antes do ser humano ser criado, tudo foi criado antes, até mesmo a menor das moscas. Isso é parte do ensinamento do Pai e que poucos levam em consideração, ou seja: ao ser humano foi dado o sopro do entendimento, mas não foi colocado antes de todas as coisas da criação.

Antes dz-001e nos preocuparmos com os metes medos das religiões, entendamos que a leitura pelos líderes religiosos tem a intensão de manter preso no aprisco o que para eles é puro gado. Por isso ensinam de forma errada para que não haja compreensão. Usam palavras que metem medos e depois usam algumas passagens linkadas misturadas para que a confusão seja total.

Em primeiro lugar, os apóstolos do Salvador, deixam claro em suas cartas que o Espírito foi dado a todos e não somente a poucos.

E um pastor ou padre dizer que Ele é cheio do Espírito é apenas para que se tenha medo até mesmo de questionarem ou de falar algum mal contra eles. Porque fazendo isso, segundo eles, se peca contra o Espírito Santo e portanto não terá perdão.

Mentira!!! Não é exclusividade deles. Quem tiver olhos para ver que veja e saia do engano.

Vamos então aprofundar um pouco mais.

Espírito Santo, tradução errônea para Entendimento das obras ou coisas Divinas, não é uma entidade, mas é o ensinamento do Pai gravado em nossos corações pelas palavras do Cristo Messias e do Sacrifício que SALVOU e não apenas prometeu que irá salvar a TODOS! (Assim alguns templos destes de pedra pregam… alguns não, todos!)

Entenderam? A TODOS e não a esta denominação, ou a aquela denominação. Não ao Evangélico muito menos ao Católico. Não ao Cristão nem a religião nenhuma, mas a todos.

“Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.” 1 Cor. 12:13

“Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, PROVENIENTE de YHVH, e que não sois de vós mesmos?” 1 Cor. 6:19

“Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que PROCEDE do Pai, ele testificará de mim.” João 15:26

O Entendimento PROCEDE e é PROVENIENTE do Pai, por isso é Santo e Divino.

O filho não peca contra o Pai por ignorância, a ignorância não é pecado. O ensinamento do Pai Glorifica o Filho que o Glorifica com sua obra.

Ao Pai não cometemos nenhuma transgressão, por acaso não lestes que “mesmo sendo maus sabemos dar coisas boas aos nossos filhos, quanto mais o Pai que Vê em segredo, que é bom e justo!”

Não estamos mais na época da ignorância, tanto que é importante que cada pessoa saiba ler e escrever, diria que é um dever se não quiser ser enganado.

Na escritura diz claramente que o Pecado contra o Espírito não tem perdão e de fato não tem. Mas não fala nada que o preço é a danação eterna. Como dizem os vilões e gulosos líderes religiosos.

Isso é enganação e mete-medos para manter presos no aprisco o gado.

Se o Espírito é o Entendimento, o pecado contra o espírito é aquele que é praticado com consciência.

Ou seja, se praticamos alguma coisa que teremos benefícios prejudicando ao próximo, e sabemos disto, é um crime contra o Espírito, pois temos entendimento disto.

Entendemos que se eu retirar o pouco de quem tem pouco em meu benefício, eu sei que isto é errado e portanto, pagarei por tal crime.

Se eu praticar maldade apenas por ver o sofrimento alheio, eu sabendo da dor e do sofrimento, estou pecando contra o espírito e pagarei por isto.

Ou acreditas fielmente que o sofrimento imposto a alguém por sua suposta “inferioridade” e menos importante que o nome Espírito Santo?

Se eu cobro dízimo e ofertas, e não sou leigo já que sou líder religioso e por isso entendo que não há respaldo para que eu faça isso. Sabendo eu que estou vivendo com o suor dos outros e não o meu, tirando até de quem não tem e faço longas orações para justificar. Roubo descaradamente e ainda sou agradecido por isso, me esbanjo enquanto outros passam fome. Que tipo de pecado eu pratiquei? Foi contra o Pai ou contra as coisas do Pai?

  • “Faça a teu próximo o que desejas que sejas feito a ti, porque esta é a Lei e os Profetas”

  • “Ame a teu próximo como a ti mesmo”

  • “Tudo o que fizeres para um destes pequeninos é a mim que fareis”

  • “Guardai meus ensinamentos”

Não podemos fazer nada para o Pai, nem de bom nem de mau. É impossível fazermos algo para o Pai, ou não lestes que “Ele é o Eterno”? Como podemos servir a quem não precisa ser servido? Como Servi-lo? Com o agradá-lo? O Pai é ONIPOTENTE e ONIPRESENTE.

Agradamos ao Pai cuidando de suas coisas, de sua obra, de seus pequeninos.

Como somos também seus pequeninos, o que fazemos ao próximo fazemos ao Pai. Não há outro meio. A Única forma de agradar ao Pai, de Louvar ao Pai é fazer a sua vontade e a sua vontade é que “Amemos uns aos outros”, “que façamos ao nosso próximo apenas o que desejamos que nos seja feito”. E ele finaliza estas últimas palavras dizendo “que esta é a Lei e os Profetas”.

Resumindo, Pecado contra o Espírito é tudo o que fazemos de consciência e Entendimento que é errado, assim prejudicando outros em benefício próprio.

O Não ter perdão também significa que este pecado será pago e não tem conversa nem o que possa ser feito para aliviar, fez de consciência e portanto paga-se! Mas isso não significa eternamente, pois o Pai é justo e sua justiça é Plena e Correta.

Por isso está escrito que ninguém pagará além do que deve e também não receberá menos do que tem direito.

“Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último sekel.” Mat. 5:26

Se não fosse assim, a justiça do Pai seria injusta.

Então entendemos o seguinte para finalizar. Quando pecamos contra o Espírito, significa que pecamos com Entendimento. Entendemos que o que fazemos é errado e mesmo assim praticamos o mau em nosso benefício. Portanto não tem perdão, pagaremos até o último centavo as nossas dívidas. Pagamos o que devemos tão somente e nada a mais, porque isso é justo e o Pai é um Deus de Justiça e não devemos confundir Justiça com vingança.

Mas como eu digo sempre, esta é a minha opinião baseadas em meus estudos, não quero que ninguém creia nelas, mas quero que cada um estude as escrituras por si só, sem padres e pastores, apenas leiam no contexto mais simples da coisa e que cada um veja por si mesmo.

2 menções

  1. […] podem questionar o pecado contra o Espírito, mas como já dissemos antes na postagem Pecado contra o Espírito e os mete medos, o pecado não está em falar contra o espírito, mas sim o pecado que se comete de consciência […]

  2. […] Leia Pecado contra o Espírito e os mete medos […]

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.